Biografia de Vicktor Flagënhein (a.k.a. Scalper*)

Em meados da década de sessenta, a família Flagënhein deu boas-vindas a seu mais novo membro: Vicktor. Ele era o mais jovem entre sete irmãos e irmãs. A família Flagënhein poderia ser classificada como classe média baixa. Eles nunca passaram fome, porém as coisas nunca foram fáceis.

Apesar dos obstáculos da vida, todos os irmãos de Vicktor tinham pelo menos um diploma de ensino superior. A maioria tinha também um mestrado ou doutorado. Dentro desta família altamente intelectualizada, Vicktor se destacou. A inteligência do pequeno infante era tão impressionante que aos 7 anos de idade ele foi submetido a um teste de QI. Os resultados mostraram um QI de 192, o que o coloca entre os 4 maiores QIs do mundo. (leia mais)

O que poderia ser uma vantagem para o pequeno Vicktor acabou se tornando uma situação desafiadora. Vicktor foi colocado em salas de aula com crianças bem mais velhas e um lado muito agressivo do pequeno emergiu para sobreviver ao “bullying”. Ataques violentos e explosões com bombas caseiras figuraram entre suas peripécias.

Seu comportamento inapropriado acabou por piorar as coisas em casa. A senhora Flagënhein, uma mulher austera, religiosa e inflexível, tinha em mente que a melhor forma de corrigir seu filho era o castigo físico. Este ambiente altamente hostil levou Vicktor ao limite e, com apenas 12 anos de idade, ele saiu de casa, completamente sozinho.

Após alguns anos de aventuras e privações, Vicktor voltou ao lar e rapidamente terminou o ensino médio. Aos 19 anos, dava aulas de aprendizagem acelerada. Aos 20, era professor universitário. Aos 21, abriu sua primeira empresa de consultoria. Aos 22, conseguiu seu 1º milhão de dólares. Aos 26, atingiu a independência financeira. Durante este tempo,Vicktor completou seu PhD.

Aos trinta anos, já com expressivo sucesso financeiro e intelectual, Vicktor se interessou pelo mercado financeiro. Após alguns meses de estudo, as coisas começaram a ficar interessantes. Vicktor encontrou alguns padrões que poderiam gerar muito dinheiro! Mas quando submeteu esses achados a um rigoroso método de avaliação científica, a frustração abalou sua animação inicial.

Contudo, desistir não era uma opção. Sendo assim, ele passou 3 longos anos trabalhando ininterruptamente. Em média, Vicktor dormia 3 horas por dia. Em uma determinada semana, chegou a trabalhar por 6 dias e 6 noites seguidos, sem dormir. Centenas de milhares de cálculos e checagens resultaram em uma das estratégias mais vitoriosas no mercado financeiro.

Os resultados foram apresentando consistência e Vicktor começou a operar maciçamente no mercado. Aos 34 anos, atingiu seu primeiro Bilhão de dólares. No ano de 2.005, em um único mês Vicktor lucrou 2 Bilhões de dólares operando no mercado FOREX (leia mais). Em apenas um dia,  chegou a ganhar 1.500 Pips (leia mais) operando neste mesmo mercado.

Em 09/11/2007, utilizando a precisão de seus cálculos, fez uma venda na Libra Esterlina (GBP/USD) na cotação de 2,11600. Esta foi a máxima histórica deste par de moedas, desde a abertura do Forex para o público em geral.

Após anos de sucesso financeiro, alguns amigos próximos pediram a Vicktor que partilhasse este conhecimento, um legado que impactaria sobremaneira suas vidas. Generosamente, Flagënhein atendeu à solicitação e começaram um grupo de estudos.

No início, o grupo era aberto e aceitava novas pessoas indicadas por membros já ativos. Esta estrutura moldou um grupo muito heterogêneo. Nem todos apresentavam a habilidade ou equilíbrio emocional para operar no mercado financeiro. Esta desigualdade acabou trazendo muitos problemas.

Algumas pessoas, encantadas com resultados positivos obtidos de maneira tão rápida, tomadas pela ganância, passaram a agir de maneira imprudente e irresponsável. Um indivíduo chegou ao cúmulo de vender sua casa e usar o dinheiro para operar no mercado, contrariando um dos mais importantes princípios de Vicktor: “Opere apenas com dinheiro que você possa perder.”

Este clima de instabilidade passou a contaminar outros integrantes do grupo e, então, Flagënhein decidiu afastar os membros problemáticos e lapidar as qualidades dos remanescentes.

Deu-se início a uma nova fase e, sob a tutela de Vicktor, um grupo de excelência foi formado. Um rigoroso processo de seleção garantiu a participação de pessoas diferenciadas.

Dentro deste novo e consolidado grupo, 6 indivíduos se destacaram. Cinco jovens ‘geeks’ da informática e um velho engenheiro (carinhosamente chamado de “Vovô”) formaram o grupo de elite. À medida que a amizade foi crescendo, surgiu a ideia de computadorizar algumas das estratégias de Vicktor.

As reuniões do grupo de elite aconteciam na casa do “Vovô”. Eles trabalharam durante anos em um ritmo quase tão insano quanto o de Flagënhein. Foram mais de 100.000 (cem mil) horas-trabalho** e mais de U$ 20.000.000,00 (vinte milhões de dólares) investidos para que finalmente nascesse o VF Automate: o robô de operações mais eficiente no mercado financeiro.

*Vicktor Flagënhein é um pseudônimo.

**Soma de horas-trabalho de todos os profissionais envolvidos no Projeto VF Automate.